Como calcular a venda de produtos


Como calcular a venda de produtos- Esta é uma das perguntas mais frequentes que recebo no blog, quando as pessoas começam a vender seus doces, salgados, bolos feitos em casa.  A resposta simples, mas frustrante é que ninguém pode te dizer o quanto você deve cobrar. A definição de uma base de preços é uma das partes mais difíceis de qualquer negócio. O preço varia muito de região para região, complexidade do trabalho feito e também a média de preços cobrado na sua cidade ou bairro. Antes de tudo tem que fazer uma boa pesquisa de preços dos seus concorrentes e uma lista precisa das suas próprias despesas. É difícil saber o valor para colocar no nosso trabalho. Nós não queremos ter prejuízo, mas também não queremos chocar nossos clientes com preços caros demais, ou ainda pior - barganhar com um cliente sobre o preço do nosso bolo.

É natural quando você está começando seu negócio, se sentir inseguro sobre como cobrar  pelo seu trabalho. A primeira coisa a lembrar é que nós somos nossos piores críticos. Quando você valoriza o seu trabalho e coloca um preço justo, seus clientes vão valorizar a qualidade, ou ainda podem não concordar. Isso é complicado e você vai precisar de ter jogo de cintura e se adequar.

Há muitos anos atrás, quando eu fiz curso de doces no SESI aprendi que uma boa maneira de calcular a média dos preços é fazer essa equação: Calcule TODO o gasto de materiais para essa receita, incluindo confeitos, forminhas e embalagens.


 Como calcular a venda de produtos
Ex.: Se você gastou R$ 20,00 para fazer uma encomenda, o preço a ser cobrado será:

R$ 20,00 (material)  x 3 = R$ 60,00. Essa matemática leva em conta também a água, o gás do fogão, a energia e mão de obra. Está tudo incluído nessa conta.

E se quiser saber o preço unitário de um docinho, divida o total de gastos pela quantidade que a receita rendeu.  Exemplo:

Gastei R$ 40,00 de material e renderam 50 docinhos. R$40,00 : 50 =  R$ 0,80 de custo
R$ 0,80 (custo) x 3 = R$ 2,40 que será o preço de venda

Isso se aplica a doces simples, tradicionais e pouco trabalhosos.

Agora, observe uma coisa: quando você faz uso também de muitas técnicas mais elaboradas, o custo não está somente nos ingredientes, mas no trabalho investido. Você vai querer ajustar o seu “preço-por-serviço” Acrescente 30% a  mais no preço de venda, se  seu trabalho for confeitado artisticamente, modelado, esculpido, etc., mas se for questionado pelo cliente, saiba argumentar e valorizar seu trabalho.

Ah, outra coisa importante: o seu trabalho é artesanal, manual e direcionado ao seu cliente. Não queira nivelar seu preço com produtos industrializados ou feitos em grande escala de produção por especialistas em buffet, padarias ou lanchonetes. Esse é seu melhor argumento na hora de dar preço!


Doceiras (os), Boleiras (os) e Confeiteiras (os) são artistas. Artesãos que transformam açúcar em obras de arte.
E todo artista tem muita dificuldade em colocar preço em seus produtos. E não é para menos.
Além dos ingredientes, do gás, da água e da luz, é necessário considerar fatores subjetivos tais como talento e dedicação. E isso não tem preço. Então, como cobrar?

Vamos começar a calcular o valor de cada receita.

Para saber por quanto um produto será vendido, é fundamental saber o custo de produção. Coloque na ponta do lápis tudo o que foi gasto para uma determinada receita.
Encontrei uma planilha muito legal de cálculo de custos no blog Cozinha do Quintal 

Cálculo para Pão de Mel


Ingredientes
Quantidade
Preço
Considerando que...
Ovos
1
0,33
10 reais a bandeja com 30 ovos = 0,33 cada
Farinha
200g
0,56
2,80 o quilo cada 100g custa 0,28
Chocolate em pó
50g
0,87
3,50 a caixa com 200g cada 100g custa 1,75
Açúcar
50g
0,15
3,00 o quilo cada 100g custa 0,30
Favinho (glucose)
120 ml
0,48
1 litro custa 4,00
Margarina
50g
0,25
Barra de 1k custa 5,00 (Amélia) cada 100g = 0,50
Bicarbonato
e especiarias e
fermento em pó
Veja receita
2,00
Especiarias (cravo em pó, canela, erva doce) bicarbonato e fermento rendem muito, pois a receita pede pouco de cada ingrediente.
Leite
240 ml
0,50
2,10 o litro
TOTAL MASSA
5,14
Esta receita rende 30 unidades
Recheio Doce
de leite
400g
3,00
Suficiente para 1 receita
Chocolate para
Cobertura
1 kg
10,40
Suficiente para 1 receita
Chocolate tipo BLEND
Gás de Cozinha
1 dia
0,37
1 bujão custa 44,00 e dura 30 dias
1 dia = 1,46 (44 : 30)
Em um dia você faz 4 receitas, então gasta 1,46 : 4 = 0,37 de gás para cada receita
Água*
1 dia
3,00
Conta mensal de 100,00
Luz*
1 dia
3,00
Conta mensal de 100,00
Embalagem
30 unid
1,80
Etiqueta 0,18 + papel 0,40
TOTAL GERAL
-
26,71
PARA FAZER 1 RECEITA


Para calcular o valor da água e da luz, divida o total da sua conta por 30. Assim, você terá o valor gasto em 1 dia.

O valor total da receita é de R$ 26,71, ou seja, R$ 0,89 por unidade (R$ 26,71 : 30 = R$ 0,89)
Este é o seu custo, ou seja, quanto você gasta por pão de mel.

Veja que essa receita utiliza glucose ao invés de mel puro. Se você utilizar o mel puro, o custo unitário aumenta significamente já que o litro do mel custa R$ 25,00.

E aí caímos na questão da QUALIDADE dos ingredientes.
Quanto melhor a qualidade do ingrediente, mais caro ele é. Consequentemente, o seu custo aumenta e o preço de venda também! Por isso fica quase impossível vender um pão de mel de qualidade (com mel puro) por R$ 1,00.

O cálculo ideal do preço final é o seguinte: 


Custo unitário X 3
Porque X 3

Uma parte irá cobrir os custos. Outra parte será reinvestida no seu negócio. E a última é para você!
Se você tiver uma ajudante, multiplique por 4.
Isso se aplica a todos os produtos. Quanto melhor a qualidade, maior o custo de produção e, portanto, maior o valor final.

O segundo passo é fazer uma pesquisa de mercado. Por quanto o pão de mel é vendido na minha região? Quem é o meu público? Quanto meus clientes estão dispostos a pagar?
Existe mercado e cliente para todo mundo. Existem clientes que valorizam produtos mais caros porque conhecem a relação Qualidade X Custo. Outros clientes querem fazer bonito pagando bem pouquinho. Quem você quer atender?

A entrega também precisa ser cobrada. Este é o famoso FRETE.
Em São Paulo o trânsito é sempre muito complicado. E isso também precisa ser considerado pois, aquele tempo que você gasta no trânsito para oferecer comodidade para a sua cliente, poderia ser usado para produzir, estudar, criar, descansar. Portanto, tempo é dinheiro!

Vamos ao cálculo:



 Como calcular a venda de produtos

O litro da gasolina custa R$ 2,60
Um carro popular faz, em média, 8 km / litro
Supondo que você precise rodar 32 km para fazer uma entrega, você gastará R$ 10,40 de gasolina.
Acrescente mais R$ 10,00 para o desgaste do carro e mais R$ 10,00 por hora no trânsito (para rodar 32 km em São Paulo, você gasta, em média, 2 horas)
Valor total da entrega: R$ 40,40
Se a cliente questionar esse valor, faça o cálculo para ela!
Um outro fator a ser considerado são as AMOSTRAS ou DEGUSTAÇÕES.
É totalmente aceitável que a cliente queira experimentar seus doces antes de encomendá-los.
Mas as amostras são produzidas da mesma forma que uma encomenda. Portanto, existem custos. Logo, existe preço!
Amostras tem que ser cobradas da mesma forma que uma encomenda seria.
Alguém pede amostra grátis na Kopenhagen?
Alguém pede uma pizza grátis de amostra?
E na padaria? Alguém pede 50 docinhos grátis, só para experimentar?
Alguém dá alguma coisa para você de graça?
Então, porque você tem que dar amostras?
Pense nisso!

Essa dica de Como calcular o preço de venda de um produto,e dos blogs Na cozinha Damargo e Espacodas delicias culinarias. Dê uma olhadinha aqui  (receitas e delicias), onde muitas boleiras e doceiras colocaram sua opinião sobre o assunto: quanto cobrar na venda de bolos, biscoitos, pão de mel, etc.

Até a Próxima!!! 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo