Pular para o conteúdo principal

Como escolher a panela certa para cozinhar

De vidro, alumínio, inox, barro, esmaltada, antiaderente, panela de ferro... 
Qual sua panela de escolha na hora de cozinhar?
Aqui está os principais tipos desse utensílio indispensável à cozinha, descubra como usá-lo e conservá-lo do jeito correto. Assim, preserva-se o sabor dos alimentos sem que a saúde fique prejudicada.

ANTIADERENTE
Esta panela é revestida de um plástico denominado politetrafluoretileno, alvo de polêmicas desde o início de sua utilização na cozinha. Segundo, alguns estudiosos, esses material poderia causar sérios danos ao organismo. Mas isso nunca foi verificado em seres humanos. De qualquer forma, é preciso tomar alguns cuidados para não danificar essa película protetora. O cozimento deve ser sempre feito em fogo baixo. Se exposto a altas temperaturas o antiaderente pode se decompor. E também aposente a esponja de aço e nem ouse tirar a sujeira da panela com talheres de metal - detergente e esponja macia são suficientes para a limpeza.


VIDRO


A panela de vidro é uma das mais resistentes e duráveis. Seria uma boa alternativa para frituras por imersão que, no entanto, devem ser evitadas em prol da saúde. Mas a questão é: como não conduz tão bem o calor, pode queimar a comida num zás-trás. É melhor se valer dela para preparar sopas e molhos. Só fique esperto na hora de manuseá-la para evitar que caia no chão e se espatife.




INOX
Ideal para o uso diário, já que é indicado para o preparo de qualquer alimento, em qualquer tipo de fogão. Se possível, apenas evite utilizá-la para preparar pratos muito salgados, como o bacalhau. O inox não é amigo do sal e, em algumas situações, pode sofrer deterioração. Sua principal vantagem é distribuir o calor de maneira uniforme, garantindo um cozimento mais rápido dos alimentos. Além disso, não solta resíduos  o que permite que sobras possam ser guardadas na panela sem que haja contaminação. Na hora de lavar, use detergente e esponja macia ou produtos específicos para o inox, que dão brilho e removem manchas.



BARRO

Absorve o aroma do alimento ao longo do preparo, sendo, portanto, perfeita para peixes e frutos do mar. A panela de barro também pode ser usada para ensopados de cozimento lento. Se a peça for muito velha, convém substituí-la. Não poupe cuidados na hora da limpeza e conserve-a sempre bem seca. Cheio de pequenos poros, este utensílio retém sujeiras facilmente e pode virar um ninho de bactérias. Daí, qualquer receita gostosa ficará contaminada e só irá trazer problemas à família.



PEDRA-SABÃO
Antes de estreá-la no fogão unte-a com óleo por dentro e por fora, encha-a de água e leve-a ao forno médio por duas horas. Com isso, ela estará apta a fornecer pitadas de substâncias benéficas à sua refeição, caso do cálcio, do ferro e do magnésio, além de barrar a migração dos minerais tóxicos, com o níquel.
A panela de pedra-sabão não é muito recomendada para frituras, em compensação é excelente para o preparo de caldos, moquecas e ensopados. Além disso, dura bastante, suporta temperaturas elevadas e consegue reter calor por um longo tempo. Para lavá-la, basta lançar mão de água e sabão.
FERRO


Esta panela é uma boa pedida para o preparo de lentilhas, arroz, feijão, sopas e carnes grelhadas porque mantém o calor constante e a temperatura alta. Ela também despacha partículas do mineral para os alimentos durante o preparo  só que, nesse caso, é uma espécie de doação benéfica à saúde, já que o ferro é bem-vindo ao prato. Sua migração para a comida auxilia na prevenção e tratamento de anemia. Mas nada de pecar pelo exagero. A ingestão excessiva de ferro causa problemas no sistema digestivo. Quanto maior o tempo de contato entre a panela e o alimento, maior a transferência do nutriente. Portanto, a comida não pode ficar no fogo por muito tempo. E, para deixar essa panela sempre limpa, lave-a logo após o uso com esponja macia e detergente. Depois disso, unte-a com pouco óleo e seque-a na chama do fogão. Isso evita o acúmulo de água e a formação de ferrugem, o que também oferece perigo ao nosso corpo.


PANELA DE PRESSÃO
Dentro dela tudo amolece. Não à toa, deve ser requisitada para o preparo de alimentos mais duros, como algumas carnes, além de grãos como lentilha e feijão - de preferência deixe-os de molho previamente para agilizar o cozimento e minimizar a perda de nutrientes. Devemos tomar cuidado com a casca dos grãos. Durante o cozimento, elas podem entupir a válvula reguladora de pressão, provocando o aumento da temperatura interna da panela e até uma explosão.
Para prevenir acidentes, deixe ao menos um terço do espaço total da panela livre, troque sempre os pinos e as borrachas velhas e limpe com frequência todas as peças.


ALUMÍNIO
Apesar de ser acusada de entornar resíduos prejudiciais ao organismo, a panela de alumínio tem uso liberado - mas com algumas restrições. Não utilize palha de aço na limpeza. Ela ajuda a retirar o revestimento da panela, o que faz com que o alumínio seja mesmo transferido para a comida. Mais uma vez, recorrer ao detergente e à esponja macia é o melhor a ser feito. Se o alimento estiver muito grudado no fundo, coloque água com detergente, leve ao fogo para aquecer e depois enxágue. E, caso haja um abaulamento no fundo da panela, não se preocupe, alterações no formato são comuns. Esse utensílio só não deve ser aquecido sem água, caso contrário o alumínio funde. Por fim, o aconselhável é evitar esse tipo de panela na hora de cozinhar alimentos em meio muito ácido - um molho de tomate - ou, ao contrário, básico demais do ponto de vista químico - como a maioria dos doces. Isso contribui para que o metal entre na receita. Todo bom cozinheiro sabe que essa panela não é recomendada para preparar doces, principalmente geleias e compotas.

ESMALTADA

Revestida de camadas de esmalte colorido, é a preferida dos que procuram, além de um utensílio, uma peça de decoração da cozinha. Assim como a panela de inox, distribui bem o calor durante o preparo do alimento. Ela é ótima para carnes, mas não deve ser usada para frituras por imersão, uma vez que o óleo pode aquecer além da conta e se deteriorar, formando compostos nocivos à saúde. Aposte na esponja macia para não arranhar a pintura e utilize utensílios que não agridam o material.



Fontes: 
Portal de Notícias da Globo
Revista Saúde

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pirulito de cristal

Olhem que lindo e diferente Pirulito de cristal encontrei essa receita em um site mais não lembro em qual. A receita de Pirulito de cristal tava salva no bloco de notas mais enfim, uma ótima opção para fazer em aniversario ou festinhas de criança além de ser bonito Pirulito de cristal é muito gostoso. Abaixo esta a receita para vocês fazerem.

Ingredientes
2 xícaras de Açúcar2/3 xícara de glucose de milho1/4 de copo de água2 colheres de chá de sabor, como o extrato de hortelã, tutti fruti, de baunilha ou o que preferirConfeitosPalitos brancos
Como fazer o Pirulito de cristal. 
Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga ou tapete de silicone. Encha uma tigela grande com gelo e água. Deixe de lado.
Misture o açúcar, glucose de milho e 1/4 de copo de água em uma panela pequena em fogo médio. Fixe um termômetro de doces no interior da panela.
Aumente o fogo para médio-alto para levar a mistura ao fogo até ferver, mexendo até que o açúcar tenha dissolvido. Usando um pequeno pincel um…

Dicas para fazer e vender Marmitex

Muitas pessoas entraram em contato pedindo auxílio para começar a vender as Marmitex. Vou ensinar a vocês passo a passo pra você começar a vender Marmitex para ganhar dinheiro.

1°- Divulgação 
Usem sua página do Facebook alertando seus amigos que em breve vocês começarão a vender MARMITEX, estipulem com uma semana de antecedência e pesem carinhosamente que eles ajudem compartilhando suas publicações e como incentivo dos compartilhamentos você poderá sortear uma marmitex no dia inauguração. Panfleto são muito importante para levar nos comércios, bancos, obras de construção, se tem algum amigo comerciante peça gentilmente se pode deixar um pouco nas recepções.

2°- Comprar os ingredientes para a produção da marmitex
Sempre pesquise muito, pois o seu lucro maior vai ser na hora da compra, pois tem muita diferença de um mercado com o outro. Alimentos secos (arroz,feijão,macarrão,óleo,etc) podem ter em estoque pois não estragam, carnes sempre comprem no dia anterior em pequenas porçõe…

Desenhos de arroz para colorir

Que criança que não gosta de ficar colorindo, separei uns desenhos de arroz, panela de arroz e de um homem no campo colhendo arroz. Para seu filho ficar colorindo o Dia todo. Mãos no lápis!