Pular para o conteúdo principal

Como fazer Arroz de Carreteiro

O gaúcho desde os primórdios teve sua preferência número um na carne. Então, a cozinha do gaúcho vindo dos tempos históricos, quando as fazendas eram fábricas domésticas de alimentação. Fazia-se tudo na fazenda inclusivo o arroz carreteiro. A cozinha centralizava a atividade principal da casa. O churrasco, todo soberano, absoluto e onipresente dominava o menu. A fabricação nas estâncias vinha com a manteiga, o queijo da campanha, o requeijão, etc... O arroz carreteiro e o charque eram quase como pratos chefes. O arroz e o feijão representam a constante brasileira na vida pastoril e urbana do RS”. (Extraído do livro de Dante de Laytano em “Folclore do Rio Grande do Sul” 2. Edição, Ed.Nova Dimensão, 1987.
As carreteadas, pelos pampas do Rio Grande do Sul, desde os primórdios da civilização, prestaram papéis relevantes ao nosso folclore. Particularmente, as carreteadas foram o meio mais eficiente de povoação da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, além de abrir caminhos pelas matarias e descampados. Os rangidos dos rodados eram a certeza do transporte do suprimento necessário para erguer-se um rancho, vanguarda dos confins das plagas do sul. Cortando distâncias, o carreteiro deixava a família e a querência. Um fiambre, contendo charque, tinha presença na mochila do carreteiro. Era o alimento protéico mais adequado para vencer a carreira das distâncias.


Apesar das grandes contribuições das carreteadas, muito superadas pela tecnologia moderna, foi a Culinária Gaúcha que herdou seu maior legado – o Arroz de Carreteiro.
Durante longo tempo, no RS, o principal produto de sua economia era o charque. A carne bovina salgada e secada ao vento era abundante. Ao partir para as carreteadas os sul-riograndenses abasteciam suas comitivas de bastante charque. Uma manta grossa de charque, encapada de graxa, era um convite irresistível para um carreteiro.
As carreteadas poderão passar, porém o prato Arroz Carreteiro jamais faltará na mesa do gaúcho. Nas carreteadas, sob o abrigo dos acampamentos, nosso campeiro sempre teve seu gosto ajoujado a esse saboroso prato. Ele invadiu os alres citadinos, conquistando a predileção dos gostos mais requintados.
Arroz de Carreteiro – prato característico do cardápio gaúcho. Nascido da luta das estradas, seu sabor se confunde com o prazer de viver nestes pagos soberanos. (Extraído do livro de Salvador Ferrando Lamberty – “ABC do Tradicionalismo Gaúcho” , 2. Edição, Martins Livreiro Editor, 1989).

Ingredientes:
 
Tempo de preparo: 1 hora

- 1kg de alcatra (pode ser feito com resto de churrasco)
- 1/2 perna de calabresa
- 2 cebolas
- 2 ovos cozidos
- 1 pimentão
- 1 alho inteiro
- Cominho, sal e pimenta (a gosto)
- 3 xícaras de arroz parboilizado
- Um pouco de manteiga
- Azeite (para refogar)

Modo de preparo:
○ Se puder, use uma panela de ferro.
○ Pique a alcatra em pedaços pequenos.
○ Faça um refogado com o alho picado e depois acrescente a cebola.
○ Logo em seguida inclua a carne, mexendo bem.
○ Agora, acrescente o sal, a pimenta e o cominho (a gosto).
○ Depois de formar o caldo da carne, junte o pimentão e a calabresa.
○ Deixe cozinhar um pouco, coloque um pouco de manteiga e o arroz.
○ Coloque água até cobrir o arroz.
○ Experimente e veja se precisa de mais tempero.
○ Deixe cozinhar o arroz.
○ Incremente o visual com ovo cozido e sirva.


Fonte: gnt.globo.com
            riograndegaucho.blogspot.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pirulito de cristal

Olhem que lindo e diferente Pirulito de cristal encontrei essa receita em um site mais não lembro em qual. A receita de Pirulito de cristal tava salva no bloco de notas mais enfim, uma ótima opção para fazer em aniversario ou festinhas de criança além de ser bonito Pirulito de cristal é muito gostoso. Abaixo esta a receita para vocês fazerem.

Ingredientes
2 xícaras de Açúcar2/3 xícara de glucose de milho1/4 de copo de água2 colheres de chá de sabor, como o extrato de hortelã, tutti fruti, de baunilha ou o que preferirConfeitosPalitos brancos
Como fazer o Pirulito de cristal. 
Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga ou tapete de silicone. Encha uma tigela grande com gelo e água. Deixe de lado.
Misture o açúcar, glucose de milho e 1/4 de copo de água em uma panela pequena em fogo médio. Fixe um termômetro de doces no interior da panela.
Aumente o fogo para médio-alto para levar a mistura ao fogo até ferver, mexendo até que o açúcar tenha dissolvido. Usando um pequeno pincel um…

Dicas para fazer e vender Marmitex

Muitas pessoas entraram em contato pedindo auxílio para começar a vender as Marmitex. Vou ensinar a vocês passo a passo pra você começar a vender Marmitex para ganhar dinheiro.

1°- Divulgação 
Usem sua página do Facebook alertando seus amigos que em breve vocês começarão a vender MARMITEX, estipulem com uma semana de antecedência e pesem carinhosamente que eles ajudem compartilhando suas publicações e como incentivo dos compartilhamentos você poderá sortear uma marmitex no dia inauguração. Panfleto são muito importante para levar nos comércios, bancos, obras de construção, se tem algum amigo comerciante peça gentilmente se pode deixar um pouco nas recepções.

2°- Comprar os ingredientes para a produção da marmitex
Sempre pesquise muito, pois o seu lucro maior vai ser na hora da compra, pois tem muita diferença de um mercado com o outro. Alimentos secos (arroz,feijão,macarrão,óleo,etc) podem ter em estoque pois não estragam, carnes sempre comprem no dia anterior em pequenas porçõe…

Desenhos de arroz para colorir

Que criança que não gosta de ficar colorindo, separei uns desenhos de arroz, panela de arroz e de um homem no campo colhendo arroz. Para seu filho ficar colorindo o Dia todo. Mãos no lápis!